Lamentável: Grêmio 0x2 Avaí

1 Postado por - 9 de julho de 2017 - Artigos

Foi extremamente lamentável a derrota em casa para o penúltimo colocado. Um time que tinha feito míseros 5 gols em 11 jogos. Que veio pra se defender e, se desse, fazer um gol em contra-ataque. E deu tudo certo pra eles. Fez o primeiro em um chute de fora da área e o segundo em um contra-ataque de escanteio. Mais uma vez tivemos controle, volume, muita posse de bola e muito azar. Finalizamos horrores, erramos horrores e levamos horrores pra casa na terceira derrota seguida neste Brasileiro. A segunda em casa.

Onde você vai, Grêmio? Foto: Lucas Uebel/Grêmio Oficial (via Flickr)

Lamentável também a estupenda partida que o Douglas fez. Ele que treinou por aqui ano passado e não ficou porque, lamentavelmente, o Corinthians não deixou. Assim quem foi para a partida foi o Léo, que levou o seu sétimo gol em três jogos neste campeonato. E é por isso que está chegando outro goleiro. Pra tirar a pressão do guri e não deixar ele ser fritado. Porque é o único goleiro que temos que é moderno, não apanha da bola quando ela chega no pé. Precisa de tempo e, se tudo der certo, terá.

E o jogo seguiu a série de lamentações. Porque outra vez tivemos um pênalti pra bater em casa, contra um adversário que estava com a bunda pra lua. O que eu pedi na última vez que isso aconteceu – um pênalti forte contra um goleiro alto – pedi outra vez. Porém a execução foi pífia. Edílson meteu um bicão no meio do gol. Defesa fácil para um goleiro que vinha com moral elevada já do primeiro tempo. Lamentável não ter sido (me perdoem, deuses do futebol) o Fernandinho o batedor. Ainda sonho com a repetição daquele pênalti indefensável contra o Magrão no Recife.

Do time titular não tem muito o que se lamentar. Fernandinho no lugar do Pedro Rocha foi meio que natural. E não fez um mal jogo. Embora não tão agudo pela esquerda, conseguiu obrigar o goleiro a fazer uma das grandes defesas da partida. Ao longo do jogo entraram Miller no lugar do Arthur, Éverton no lugar do Edílson e Lincoln no lugar do Barrios. Não só pelo pênalti, mas Edílson vem jogando muito menos do que vinha o Léo Moura – e isso nos prejudica demais. E Lincoln me fez lamentar a sua ausência nos 11 iniciais. Porque foi o único que tentou – com sucesso – a bola entre linhas pelo chão pra entrada de alguém pelas pontas. Já que foi completamente lamentável o futebolzinho de toques na frente da zaga adversária.

Agora temos que buscar vencer os três próximos compromissos, sendo que temos um Flamengo pela frente fora. É hora de mostrar o que queremos nesse campeonato. Lamentar, com certeza, não é uma opção.

Comparilhe isso:

7 + comentários

  • Felix Nuñez 9 de julho de 2017 - 19:35 Responder

    Hoje foi foda. Pra esquecer mesmo. E pelo que vi o Miller vai precisar de uns bons jogos para readquirir ritmo de jogo. Entrou perdidasso. Bom, eu acho que findando o turno e a diferença se manter essa de 10 pontos, honestamente será esse o campeonato a abrirmos mão. Levar 3 competições será muito foda, ainda mais afunilando os mata mata.

  • Mano 9 de julho de 2017 - 19:53 Responder

    É hora de mostrar o que queremos?
    Fagner, não tá claro que o Grêmio não quer esse campeonato. Ou melhor, até quer, mas naquelas sabe, tipo, se der. Aliás, isso é um mal que acomete o Grêmio desde o início dos pontos corridos.
    O Grêmio NUNCA priorizou um brasileiro. Entra pra “ver no que dá”, se bobearem a gente chega.
    Mas aí que tá, o campeão não bobeira. O campeão quer a taça, corre atrás.
    E o grêmio ali, sempre nessa de “importante é estar no bolo”.
    Nem quando lideramos com o Roth 11 pontos a frente soubemos ganhar.
    É como cantamos no estádio: queremos a COPA. Não queremos (não sabemos) ganhar campeonato.
    Vamos perder pro Flamengo e será a quarta derrota seguida.
    Infelizmente, o campeonato acabou hoje pro Grêmio.

  • Valdo 9 de julho de 2017 - 20:15 Responder

    Perder em casa pro Avaí é sintomático e uma prova de que não temos o “algo mais”, necessário pra vencer uma competição como o Campeonato Brasileiro. É justamente nesses jogos que não podemos perder, ou melhor, esse tipo de jogo tem que ganhar! O goleiro dos caras pegou trezentas bolas, então deveríamos meter outras oitocentas bolas, mas não da forma que fizemos. Não adianta tocar bola de lado eternamente, isso não fura retranca. Tem que ter verticalidade, tabelamento e vitória pessoal. Coisa que faltou contra o Corínthians e já era indício, e faltou hoje pra vazar o bom goleiro Douglas, provando que NÃO SOMOS O MELHOR TIME DO BRASIL!
    Não está tudo errado obviamente, longe disso. O time tem qualidade, tem opções, mas tem problemas (que alguns torcedores parecem não enxergar, visto as reações adversas nos comentários quando há críticas ao time), mas agora talvez parem com essa baboseira de “melhor do Brasil”.
    Dalhe Grêmio!

    • Ezio 9 de julho de 2017 - 22:35 Responder

      Valdo o que passou nessa rodada foi que simplesmente NADA deu certo. Isso é do próprio futebol e infelizmente dessa vez fomos nós os escolhidos se já não tivesse minha crença estabelecida seria capaz de acreditar em macumba depois desse jogo kkkkkkkkkkkkkk. O time criou, chegou e finalizou mas o goleiro deles (assim como todos os barrigas verdes tavam com o c* virado pra lua). Negócio é bola pra frente e fazermos os mulambos pagarem o pato.

  • Ezio 9 de julho de 2017 - 22:33 Responder

    Gurizada dessa vez não há o que reclamar do time. O que rolou a tarde simplesmente foi o cúmulo do surrealismo. Simplesmente deu tudo errado pro GREMIO e deu tudo certo pro Avaí. O time criou e finalizou (foram QUINZE finalizações contra SEIS do Avaí segundo os scouts do Premiere). O goleiro simplesmente fez NOVE defesas improváveis e eles tavam com o c* virado pra lua até no penalti. Edilson deu uma bicuda e foi no meio do gol e o goleiro tentou adivinhar o canto direito. Só que como todo time com o c* virado pra lua a bola pegou no pé dele e desviou a direção. Quase em seguida o volante deles (que jura que faz gol assim direto pelo que vi nas entrevistas pós jogo) e simplesmente pega na veia marcando um gol que só fará novamente na outra vida como todo time com o c* virado pra lua. Não tem como culpar o Leo pelos gols o primeiro foi um pé quente enorme dos caras que tavam novamente com o c* virado pra lua e o segundo foi um contragolpe de 3 contra 2 quando o time tava todo em cima tentando ao menos o empate pra diminuir o já enorme prejuízo. O preocupante são alguns amendoins ao final do jogo já inventando que “o GRÊMIO não sabe jogar contra times retrancados” (esquecendo que Vasco, Bahia, Coxinha e CAP pela COpa do Brasil vieram com os 11 atrás e o GRÊMIO soube abrir a defesa deles e ganhar até de goleada o problema é que nessa rodada NADA DEU CERTO PRA GENTE simples assim).

    P.S.: Fagner aprovo a contratação do Paulo Victor. Grohe anda precisando de uma sombra e o Paulo Victor pode ser bem útil quando precisarmos mandar o Banguzinho em função da Copa do Brasil e da Libertadores. Não vamos deixar que aconteça com o Leo o mesmo que aconteceu com o Tiago e queimar o guri colocando ele precipitadamente no time titular. Ele melhorou muito nas ultimas partidas que atuou no Banguzinho mas precisa de tempo pra poder encarar a responsa que é defender nosso gol.

  • Artur Wolff 10 de julho de 2017 - 09:56 Responder

    No meu entender resultado de campo depende 80% dos jogadores e 20% do técnico, se formos nos resumir a estas duas variáveis.
    Neste pensamento pode-se dizer que os dois pênaltis perdidos por incompetência dos batedores tanto contra Corínthians como Avaí foram decisivos para a perda destes preciosos pontos.
    Que é ainda um dos problemas do Grêmio a serem trabalhados; qualidade no arremate final.
    Mas ontem Renato falhou igualmente.
    Não se tira Arthur NUNCA deste time do Grêmio, a não ser por questão física.
    Ontem quem tinha que ter saído na entrada de Bolanos era Barrrios que não estava bem e NUNCA Arthur.
    Resultado: no buraco deixado na frente da área tomamos o gol que iniciou a derrota. Arthur certamente estaria ali. Errou Renato.
    E o toque toque lateral sem objetividade até perder a bola também foi demasiado ontem. Isto já se sabe ser prejudicial.
    Mas….é virar a pagina, lamber as feridas e não repetir os mesmos erros.

    • Ezio 10 de julho de 2017 - 10:21 Responder

      Artur se o Bolaños marcasse um gol e o jogo terminasse 1 x 0 pro GRÊMIO o Renatão teria acertado na substituição. Infelizmente mesmo se o Arthur tivesse continuado provavelmente o resultado seria o mesmo. A grande verdade é que a nossa bola não tava entrando e mesmo se a partida tivesse ido até a meia-noite não entraria igual. Infelizmente ontem não era o nosso dia. Faz parte do futebol tanto quanto se toparmos com o Real e metermos 6 x 0 neles…

    Deixe uma resposta


    Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function dd_digg_generate() in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php:167 Stack trace: #0 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-includes/template-loader.php(74): include() #1 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-blog-header.php(19): require_once('/home/storage/b...') #2 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/index.php(17): require('/home/storage/b...') #3 {main} thrown in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php on line 167