São Salvador, Bahia: Vitória 1×3 Grêmio

0 Postado por - 20 de julho de 2017 - Artigos

São Salvador, Bahia. A noite morria devagar. E o berimbau se ouvia. Gente na rua, a passar. Alguém no desejo de briga. Fazia cantiga de provocar. São Salvador, Bahia. Era quarta feira, 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017. Só a vitória interessava sobre o Vitória. Pro Grêmio mostrar ainda o que queria no certame. E dar uma pressionada no Corinthians, que enfrentaria o Avaí na Ressacada. Sem Luan, sem Michel, sem Geromel.. Ia ser briga feia, e o Vitória queria vencer à qualquer custo.

E um home passando escutou. Isso é comigo e parou. Se quer jogar vamos já. Eu ia pra lá mas não vou. E dizendo se ajoelhou. São Salvador, Bahia. O Grêmio encarou o jogo como deveria. Com autoridade e com malandragem. A entrada do Fernandinho e o retorno do Maicon fizeram a estrutura ofensiva do time mudar. Se não tinha o Luan, todos Luanavam. Ramiro, Arthur, Pedro Rocha, Fernandinho. Que não foi inho, inclusive. Abriu o placar em cobrança de falta sofrida por ele enquanto Luanava por entre as linhas adversárias. E deu o passe para o segundo, em uma jogada que resumiu o Grêmio do dia. Maicon mais recuado, fez um passe magistral pro Pedro Rocha, que centroavanteando pivoteou Fernandinho, ponteiriando, que lançou Arthur, que Luanava dentro da área e fez o segundo.

Arthur, luanando pra fazer o segundo. Imagem: frame dos melhores momentos (ESPN)

Jogaram Angola, Santa Maria, São Bento Pequeno, Cavalaria, e o povo assistia, tremendo. Capoeira pra matar, faca de ponta, rabo de arraia, na dança da morte do lugar. São Salvador, Bahia. No segundo tempo a coisa parecia que ia engrossar. O Vitória se atirou pra dança da morte com mais um atacante. E foi ele que descontou, em uma boa jogada de bola aérea, de cabeça. Mas o Grêmio também tinha o seu repertório de golpes e contragolpes – entrou o Everton no lugar do Barrios. E foi em um passe dele que o Ramiro deu o tiro de misericórdia, do bico da área, no ângulo. 3×1, fechada a conta.

Quando a polícia chegou, um corpo no chão havia. Em volta o silêncio dizendo, seu moço essa briga acabou. Foi o vigésimo gol marcado fora de casa. Entraram pra conferir o resultado: Jaílson no lugar do Maicon, cansado, e Marcelo Oliveira no lugar do Arthur. Com o empate de Corinthians com o Avaí a diferença, que já esteve em 10 pontos, caiu pra seis. A profecia do Renato está se cumprindo. São Salvador, Bahia.

(OBS: Leia o texto ao som do grande Jair Rodrigues).

Comparilhe isso:

1 comentário

  • Jonatha Zimmer 21 de julho de 2017 - 07:15 Responder

    E na teoria dos 10 pontos a cada 5 jogos já temos 31 pontos em 15 jogos. Estamos na média pro título. = )

  • Deixe uma resposta


    Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function dd_digg_generate() in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php:167 Stack trace: #0 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-includes/template-loader.php(74): include() #1 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-blog-header.php(19): require_once('/home/storage/b...') #2 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/index.php(17): require('/home/storage/b...') #3 {main} thrown in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php on line 167