Show de Barrios: Grêmio 4×1 Guaraní

0 Postado por - 28 de Abril de 2017 - Artigos

Barrios fez três gols e foi o nome do jogo. O Grêmio foi muito superior ao adversário e fez todos os gols do confronto. Mas não foi um bom jogo nosso. Tivemos um bom aproveitamento nas chances criadas, mas não construímos essas chances de forma consistente. Nem mesmo a  marcação na saída de bola que tanto deu certo no Paraguai foi sistematicamente feita. Porém, o mais importante é o resultado, que praticamente nos coloca na próxima fase da Libertadores. Sem suplícios.

A escalação do Grêmio já indicava novidades: Barrios no jogo, com Luan, Pedro Rocha e Miller atrás, Jaílson e Ramiro na proteção. O que parecia meio estranho, já que o Arthur tá jogando muito e podia fazer a função com o 17. O jogo começou com marcação pressão do adversário. Aí o nosso time não conseguia sair a não ser com chutões. Que batiam lá na frente e voltavam. Mas estávamos até seguros na linha de zagueiros, ao menos, pois Ramiro e Jaílson pareciam perdidos marcando a bola. Luan e Miller também não conseguiam contribuir na marcação. Aí sobrou para o Pedro Rocha ser o jogador mais sóbrio do primeiro tempo. Marcando muito, roubou uma bola na intermediária defensiva que, depois de 30 segundos de toques de bola, acabou em um cruzamento do Luan para o Barrios fazer o seu primeiro gol no jogo.

O Guraraní sentiu. Tentou ainda jogar mais pra cima do Grêmio, que agora não precisava criar nada mesmo e não fez a menor cerimônia de ficar lá atrás. Mas a jogada do segundo gol foi outra vez responsabilidade do Pedro Rocha. Voltando marcando, conseguiu interceptar um passe na intermediária ofensiva e segurou a bola. A tabela com Marcelo Oliveira e Ramiro acabou com um passe milimétrico do último para a infiltração do lateral esquerdo que serviu o Barrios no seu segundo gol. Tivemos ainda mais dois chutes a gol, um fraco do Luan de fora e um interceptado pelo zagueiro em chute do Miller. Depois desse lance o camisa 23 pediu para sair e o Arthur entrou para fazer a ponta direita.

Com a entrada do Arthur o time parou de perder tantas bolas e começou a controlar um pouco melhor a partida. Já com dois a zero o negócio era mesmo jogar mais com a bola, sem a necessidade de velocidade, como no ano passado. E foi nessa paciência misturada com pressão na saída de bola que o Arthur foi lançado e derrubado na área. Pênalti bem defendido pelo goleiro em cobrança de Luan. O que resultou em cobrança da arquibancada, como sempre. Logo em seguida pagamos pelo erro. Numa das únicas chances deles, cruzamento da esquerda, a bola bateu no Léo Moura e entrou. A coisa só não degringolou de vez porque, no final do primeiro tempo, Léo Moura mandou um cruzamento ENSAIADO para a infiltração do Geromel no primeiro poste (muito parecido com o que levamos do Iquique) que só espanou para mandar pras redes o nosso terceiro gol à favor.

Barrios fez a famosa TRIPLETA (Foto Lucas Uebel/Grêmio Oficial)

Ainda antes do juiz apitar um jogador do Guaraní deu um soco no rosto do Arthur, que tentava segurar a bola. Vermelho pra ele, amarelo pro Arthur e a promessa de um segundo tempo tranquilo.

Quase não criamos nada, mesmo jogando com um a mais. Luan saiu perto dos 20 para a entrada do Lincoln. E foi dele o último suspiro de criatividade do meio de campo tricolor. Em um passe milimétrico, deixou Barrios no bico da área para fuzilar o goleiro e fazer o seu sexto gol em 12 jogos pelo Grêmio. E saiu para dar lugar ao Everton e ser aplaudido de pé pelo estádio. Todos os gols que ele perdeu no Paraguai acabou achando na Arena. E é justamente pra isso que ele foi contratado: fazer um gol a cada dois jogos, como nos tempos de Dortmund.

Infelizmente, no final do jogo também terminamos com dez em campo. Arthur saiu lesionado. Agora temos uma semana para recuperar o elenco e enfrentar o Iquique no Chile, podendo já sair com a classificação matemática e o primeiro lugar do grupo garantidos.

Comparilhe isso:

1 comentário

  • Valdo 30 de Abril de 2017 - 12:09 Responder

    Não podemos nos enganar. O nosso grupo da fase inicial da Liberta é muito fraco. Está no mesmo nível, se não pior, que o próprio charmoso campeonato gaudério. Já vi o nosso time jogar muito mais bola, me preocupo.

  • Deixe uma resposta


    Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function dd_digg_generate() in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php:167 Stack trace: #0 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-includes/template-loader.php(74): include() #1 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-blog-header.php(19): require_once('/home/storage/b...') #2 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/index.php(17): require('/home/storage/b...') #3 {main} thrown in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php on line 167