Tesão de menos, tesão demais

0 Postado por - 6 de agosto de 2017 - Artigos

 

Confesso que esperava mais do Atlético MG (não somente hoje, mas ao longo do ano) e menos do Grêmio (hoje).
No início da temporada o Atlético era saudado como sério candidato ao título do Brasileirão. Um somatório de fatores gerava esta alta expectativa. Eles tinham Roger Machado na casamata. Tinham Fred e Lucas Prato e Robinho e Rafael Carioca e Victor e toda uma constelação de estrelas, seja jogando ou no banco. E ao longo do ano as negociações, se trouxeram perdas, também trouxeram boas reposições.
E foi este bom elenco que desembarcou na Arena para enfrentar o Grêmio. Não bastasse isso, o rol de atletas dos mineiros inclui diversos jogadores bem conhecidos aqui pelo estado. Essa lei do ex com frequência confirma sua lenda, e isso me causava um certo receio para hoje. Como tudo é contexto, e o do Atlético MG, tendo de reverter um placar adverso no jogo de volta da Libertadores semana que vem, não é dos melhores, o time que se viu em campo passou longe de ser titular.
Como tudo é contexto, e o nosso no momento é dos melhores, eu esperava menos do Grêmio hoje. Ao receber a escalação, bastante modificada, na notificação do aplicativo antes da partida, chamou-me a atenção os ocupantes da defesa, toda reserva, do goleiro ao lateral esquerdo. Por isso, eu esperava mais de um, e menos de outro.
No entanto, o que se viu com o apitar do árbitro foi um adversário que veio disposto a jogar como quem faz sexo sem tesão, por obrigação, sem tirar sequer as meias dos pés.
Curiosamente o primeiro ataque de perigo foi do Atlético. Valdívida, aquele mesmo, bateu uma falta de forma muito perigosa, obrigando o goleiro estreante Paulo Victor a mostrar porque o Grêmio foi buscá-lo e mandar a pelota para escanteio. A cobrança deste escanteio gerou um rebote, e o defensor atleticano furou de forma bisonha, deixando Luan à mercê de puxar um contra ataque-aula, que passou por Everton até o cruzamento da cabeça de Pedro Rocha. Eram 5 minutos de jogo e a falta de tesão dos mineiro virava broxada.
Dali em diante o que se viu foi um tricolor desfilando em campo, independentemente da escalação, e um Atlético que estava ali mas não estava, marcando do meio para trás, mas ainda deixando espaços, de forma meio preguiçosa e frouxa. O Grêmio que não tem nada com isso e joga da mesma forma com titulares, reservas, em casa, fora ou na lua, ampliou o placar ainda no primeiro tempo. Leo Moura recebeu belo passe de Luan na ponta direita e foi muito inteligente ao cruzar para trás, onde havia espaço, e não dentro da área onde a marcação era mais acirrada. O próprio Luan entrou de cabeça obrigando Victor a se esticar todo para buscar a bola no chão. A defesa, embora bonita e difícil, não foi suficiente, gerando como rebote uma bola mansa dentro da pequena área, bem aproveitada por Fernandinho, de bela atuação na partida. Terminávamos o primeiro tempo com 2 x 0 e a sensação que cabia mais.
No segundo tempo o Atlético esboçou uma reação mediante modificações do treinador. Robinho veio a campo substituindo Elder Santana, o atacante até então e de pouca participação. Por ser mais jogador, Robinho causou maior preocupação entre os zagueiros tricolores, tendo alguns lampejos do atacante da seleção que foi. Curiosamente isso ocorria com a bola em andamento, pois com a bola parada o próprio Robinho teve a chance de bater um pênalti ao final do jogo. O chute saiu no meio, alto, e nosso goleiro mais uma vez distribuiu cartões de visita. Esperando a cobrança sem escolher canto, teve o trabalho de apenas pular e mandar a bola para escanteio.

Resultado, 2 x 0, vitória tranquila, time com estima em alta, 3 pontos na conta, e seguimos a 8 do líder Corinthians, campeão do primeiro turno e ainda invicto. Acho difícil, mas isso já é material para outro texto.

 

GRÊMIO: Paulo Victor; Leo Moura, Bressan, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira; Arthur, Maicon (Jailson), Fernandinho, Luan e Pedro Rocha (Lincoln), Everton (Patrick).

ATLÉTICO MG: Victor; Alex Silva, Bremer, Matheus Mancini e Leonan; Roger, Romulo Otero, Adilson (Marlone), Yago e Valdívia (Pablo); Elder Santana (Robinho)

Fonte: Flickr Grêmio oficial

Comparilhe isso:

3 + comentários

  • Ezio 7 de agosto de 2017 - 08:48 Responder

    Gostei mto do time… Creio que esse seja o 2 time titular que o Renatão tanto busca mto próximo do ideal (Bressan assusta mas ontem até que não comprometeu mto)… Bruno Rodrigo cuidou bem da zaga , Lincoln jogou mto, Maicon foi bem tb (a presença do Arthur ajudou mto pra isso mas não vamos desmerecer sua boa atuação, se critica e se elogia quando se merece)… Paulo Victor estreou com o pé direito, atuação segura e inclusive com direito a mostrar pro Grohe como um goleiro deve se comportar em cobranças de pênaltis… Nada de ficar mandando bater em canto (nem eu se fosse bater um penalti no Grohe me intimidaria com as provocações ridiculas que ele faz que dirá um jogador profissional)… Uma coisa que me dá mais confiança nas conquistas da Copa do Brasil e da Libertadores (e porque não do Brasileiro ? Realmente a coisa está complicada mas vai que a Chinelagem de Itaquera desande no segundo turno tenho essa impressão bem forte) é a postura do Renatão, ele faz questão de ressaltar as virtudes do time mas lembrando que um time só entra pra posteridade com títulos e sempre lembrando da (na minha opinião) fracassada Seleção de 1982 onde o vedetismo imperava em detrimento da união do grupo Agora é consolidar a vaga nas quartas da Libertadores e tocar o barco rumo ao TRI… VAMO GRÊMIO !!!!!

  • Gilso 7 de agosto de 2017 - 09:24 Responder

    Dae Gremistada!!!!

    Só fazer uma observação que a cabeçada que precede o segundo gol foi do PR32, e não do Luan…

    No mais… que venha o Godoy Cruz e segue o baile!

    #brasileirãoeuacredito
    #reidecopas

  • Artur Wolff 7 de agosto de 2017 - 11:28 Responder

    Típica “vitória ao natural”.
    A cereja do bolo foi a defesa do Paulo Victor no pênalti. Que postura, que tranquilidade, que classe!
    Alguém ontem na jornada comentou e até concordo. O goleiro, atualmente, esperando, tem mais chance de pegar pênalti do que se atirando pra um dos lados.

  • Deixe uma resposta


    Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function dd_digg_generate() in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php:167 Stack trace: #0 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-includes/template-loader.php(74): include() #1 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-blog-header.php(19): require_once('/home/storage/b...') #2 /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/index.php(17): require('/home/storage/b...') #3 {main} thrown in /home/storage/b/cc/a0/ypropaganda1/public_html/novo_gremiolibertador/wp-content/themes/inspire/single.php on line 167